Polpette di Patate del Cilento (Polpette di Carnevale)



Não têm como ser um descendente de italianos do Cilento e não lembrar dessa receita maravilhosa. Lembro da minha mãe Dona Maria Malandrino Pecora, fazendo essa receita sempre e quando fritava as porpetinhas (no dialeto cilentano -" porpette re pattane") perfumava a casa toda, é uma receita tão deliciosa que você não consegue resistir e vai tentar comê-las quando tiver fritando, mas atenção...existe um mito sobre este prato!!!! se vc come-las antes de fritar todas, ou comer apenas uma, o óleo da fritura vai começar a espumar e transbordar e você não vai conseguir fritar todas até o final!!! Não Acredita??? Pois faça isso e comprove , depois me manda um e-mail falando disso!
Minha mãe um dia chegou a me bater na mão com a colher de pau por causa de eu tentar come-las antes de fritar todas, minha mãe dizia que eram em homenagem a um santo - San Biagio - que comemora-se dia 03 de fevereiro - e é carnaval - e pra quem não sabe , o carnaval é uma festa pagã, aonde se homenageia a carne e não o espírito, por isso são feitas de batata e simbolizam o arrependimento dos pecados, como cobiça e gula e por isso, diziam os antigos que ao come-las a ira do santo fervia o óleo - lenda ou não, eu via acontecer isso com meus próprios olhos e faz parte do folclore da Região do Cilento = Costa del Cilento.



Ingredientes


1 kg de batatas ( preferência, tipo Axterix - casca rosada- têm mais amido)
150 g de Queijo de cabra (tipo feta duro), pode ser substituído por ricota defumada.
100 g de queijo Pramesão tipo Grana
5 ovos inteiros
5 dentes de alho bem picadinhos
250 g de pão amanhecido ralado sem a casca (não precisa demolhar)
150 g de salame italiano picados em pequeníssimos cubos
150 g de salsa picadinha
Sal e pimenta a gosto
30 ml de Azeite extra virgem


Modo de Preparo



- Lave bem as batatas e cozinhe-as inteiras com a casca e sem panela de pressão, fique atento ao cozimento vc deve cozinha-las a um ponto anterior do necessário, pois ao esfriá-las vc não poderá banha-las em água fria. Deverá tirar da água fervente antes e deixá-las esfriar em temperatura ambiente, assim ao esfriar elas chegam no ponto certo. Esse modo ou técnica também se usa em qualquer receita aonde vai batatas, inclusive o GNOCCHI, pois a umidade da água é vilã para o ponto da massa!
- Após estarem mornas quase frias, despele e esprema as batatas.
- Vá acrescentando os ovos um a um e amassando.
- Acrescente o pão, o alho, os queijos, o salame, a salsa e o azeite e amasse bem até obter uma liga espessa.
- Deixe descansar por 2 horas em geladeira, coberta por PVC.
- Coloque o óleo de fritura para aquecer. lembre-se que o óleo deve estar bem quente, mas não fervendo!
- Retire a massa da geladeira e faça bolinhos como pequenas laranjinhas e depois aperte as extremidades  um pouco para que o fundo e dorso fiquem achatadinhos!!!
- Frite de 4 em 4, rendimento 30 porpetinhas!!


Buono Appetito


Chef Paulinho Pecora




Comentários

Postar um comentário

Gostou??? Não Gostou???
Deixe seu comentário!!! Obrigado!

Postagens mais visitadas deste blog

Tabela de Conversão de peso para colheres e xícaras

Feijoada Completa do Chef Paulinho Pecora

Nomenclatura de massas italianas recheadas